Blog

Incontinência urinária: Tratamento

RV Ímola 14/03/2017
0 Comentários

Cópia Blog de 23_Blog

 

A incontinência urinária é uma disfunção bastante comum – atinge cerca de 10 milhões de brasileiros –, e que afeta diretamente a qualidade de vida de quem sofre com este problema. Para os incontinentes, um simples passeio em grupo ou viagem podem se tornar uma situação incômoda, tudo por causa da sua dificuldade em reter a urina. Em casos extremos, o paciente pode até sofrer de depressão.

Há diferentes formas de incontinência e o seu tratamento varia em cada caso. Por isso, em 14 de março, foi criado o Dia Internacional da Incontinência Urinária, para orientar a população que convive com esta condição a buscar ajuda e conquistar uma qualidade de vida melhor.

A incontinência urinária tem cura e o tratamento pode variar da cirurgia, a uso de medicamentos e exercícios fisioterápicos. Abaixo, listamos os principais tipos de incontinência. Caso se identifique com alguma delas, não deixe de procurar um especialista.

 

Incontinência Urinária de Esforço

A pessoa libera a urina involuntariamente em situações como tosse, espirros, risadas ou pequenos esforços do dia a dia. Na maioria dos casos, é indicado procedimento cirúrgico, como a cirurgia de Sling. Exercícios na região pélvica, feitos sob orientação de um fisioterapeuta, também ajuda a reforçar a musculatura.

 

Incontinência Urinária de Urgência

A pessoa sente uma vontade incontrolável de urinar mesmo quando a bexiga está relativamente vazia. O tratamento normalmente se dá por uso controlado de remédios com substâncias anticolinérgicas e por fisioterapia.

 

Incontinência Urinária por Transbordamento

Neste caso, a pessoa sente uma vontade frequente de urinar, devido ao fato de a bexiga não esvaziar completamente. Porém, o líquido sai de forma fraca, causando incômodo constante. Para a sua correção, também pode ser necessária a cirurgia.

 

Incontinência Urinária Temporária

Determinadas bebidas, alimentos e medicações podem atuar como diuréticos, estimulando a bexiga e aumentando o volume da urina. Entre elas: álcool, cafeína, chá, etc. Também pode ser causada por uma condição médica facilmente tratável, como infecção urinária, constipação ou até estresse.

 

Incontinência Urinária Persistente

Condição persistente causada por problemas físicos subjacentes ou mudanças no corpo, como gravidez, menopausa, câncer de próstata e obstrução no sistema urinário.

 

Leia também: Saúde – Os Benefícios dos Exercícios Físicos | Rinite Alérgica | Benefícios da Água

Voltar