Blog

Logística e gestão hospitalar: os 5 cuidados básicos

RV Ímola 22/05/2020
0 Comentários

Logística e gestão hospitalar são essenciais para garantir mais eficiência e redução de desperdício nos estoques.

Nas unidades de saúde, esse trabalho é fundamental para assegurar o equilíbrio financeiro e a segurança na prestação de serviços aos pacientes. Para fazer a logística e gestão hospitalar da forma certa, os profissionais envolvidos neste tipo de atividade devem conhecer bem as melhores práticas do mercado a fim de evitar riscos, minimizar perdas e otimizar os processos.

logistica-e-gestao-hospitalar-os-5-cuidados-basicosNeste artigo, vamos abordar alguns aspectos básicos para ter sucesso na gestão de suprimentos e na logística hospitalar.

1- Controle de validade

Realizar checagens periódicas nos estoques para conferir a validade dos medicamentos é uma atividade muito relevante na logística de medicamentos. Esse cuidado visa garantir que remédios vencidos não cheguem aos pacientes, além de assegurar que os produtos com prazo de validade mais próximo serão usados antes de outros com prazo maior.

2- Controle de entradas e saídas nos estoques

O monitoramento de tudo o que entra e sai dos estoques deve fazer parte da rotina da logística hospitalar. Para isso, vale investir em treinamentos e no uso de softwares que permitem um controle mais abrangente, evitando desvios de insumos ou uso inadequado dos produtos. Isso é fundamental para as empresas de logísticas de medicamentos.

3- Armazenamento e organização

O armazenamento de medicamentos deve ser feito de forma criteriosa, sempre respeitando as orientações de cada fabricante no que diz respeito a controle de temperatura e ventilação. Alguns insumos, como vacinas, precisam de cuidados especiais desde a saída da fábrica para que cheguem de forma eficaz aos pacientes. Além disso, na logística de medicamentos, a higienização deve ser algo rigoroso e checado com frequência pelo responsável pela logística hospitalar. A organização do espaço de estoque por lote e validade de medicamentos também traz mais eficiência para gestão logística.

4- Identificação e unitarização

A identificação dos medicamentos nos depósitos pode ser feita por meio de códigos específicos. O objetivo é sempre facilitar a procura, especialmente em situações mais urgentes. Esse tipo de método no armazenamento de medicamentos também ajuda a mostrar quando é a hora de adquirir novas mercadorias, evitando a falta de insumos hospitalares. A unitarização de medicamentos é outro cuidado básico na gestão logística hospitalar e visa direcionar a quantidade certa de medicamento para cada paciente, com medidas e unidades exatas para evitar erros ou desperdícios.

5- Treinamento e fornecedores

Outro assunto importante na logística e gestão hospitalar é a capacitação das equipes sobre os procedimentos corretos de recebimento, conferência, inventário, liberação e unitarização dos medicamentos. Além disso, para ter segurança no transporte refrigerado e no armazenamento de medicamentos, é preciso contar com fornecedores confiáveis e que seguem as regras da Anvisa. Isso gera mais credibilidade aos hospitais e evita problemas com multas ou perdas.

A RV Ímola é uma empresa premiada e reconhecida no ramo da logística hospitalar por oferecer consultoria em logística e soluções inovadoras para clínicas e hospitais de diferentes portes. A empresa também conta com os serviços Gestão InHouse e transporte de medicamentos para garantir mais eficiência ao seu negócio.

Clique aqui e siga nossa página no LinkedIn.

Para mais notícias sobre logística hospitalar e armazenamento de medicamentos, acesse aqui.

Deixe uma resposta

Voltar