Blog

Transporte de medicamentos: logística que demanda cuidado e atenção

RV Ímola 27/04/2021
0 Comentários

Transporte de medicamentos requer cuidados especiais, principalmente, quando a carga em trânsito envolve insumos e produtos termolábeis.

 

transporte-de-medicamentos-anvisa-mais-rigorosa

E com a minha experiência de anos na gestão da RV Ímola, faço questão de frisar que as empresas que oferecem este tipo de serviço, precisam de uma estrutura completa que monitore a iluminação, umidade e temperatura durante todo o transporte de medicamentos.

 

Sendo assim, percebi que a logística hospitalar só funciona com perfeição se houver, além deste monitoramento, uma sincronia entre as equipes responsáveis por cada etapa.

 

A importância de cada etapa da logística hospitalar

 

Este envolvimento de todos os setores nos processos logísticos, anula prejuízos, gera receita e torna as tomadas de decisões mais conscientes, por isso a importância da terceirização de uma empresa de logística e gestão hospitalar.  

 

Também sempre gosto de reforçar o quanto a nossa dedicação faz a diferença na gestão de estoque de medicamentos, no controle sobre a temperatura da armazenagem e se ela está de acordo com as normas da ANVISA e na preparação que os veículos necessitam para o transporte de medicamentos. 

 

Transporte Refrigerado para medicamentos

 

O transporte refrigerado é um modal considerado imprescindível para o deslocamento destes produtos sensíveis à variação de temperatura, inclusive vacinas, que estão sendo produzidas e distribuídas na atual campanha de imunização mundial contra o Covid-19. Sem dúvidas, elas precisam chegar com total eficácia para a aplicação na população nos postos de saúde. 

 

A RV Ímola é uma empresa de logística hospitalar com bastante experiência em armazenagem climatizada, transporte refrigerado para medicamentos, unitarização de medicamentos e muito mais. 

Com clientes em todo o Brasil, a empresa oferece consultoria em logística e já foi premiada várias vezes por ter soluções inovadoras. Essa é minha alegria!

*Por Roberto Vilela

 

 

Os comentários estão desativados.

Voltar