Armazenamento e transporte de vacinas: saiba como funciona - RV ÍMOLA

Blog

Armazenamento e transporte de vacinas: saiba como funciona

RV Ímola 27/06/2024
281 Comentários

Armazenamento e transporte de vacinas exige cuidados específicos se sua empresa quer se destacar.

Não tem como negar que os últimos anos nos mostraram a força e a importância das vacinas. Seja na pandemia da COVID-19 ou na epidemia da dengue, os imunizantes precisam ter uma logística eficiente para chegar a todos os lugares do Brasil rápido e dentro do prazo de validade. Mas, mais do que isso, elas precisam de outros cuidados que envolvem todo o ciclo de armazenamento e transporte de vacinas, e é sobre isso que falaremos aqui. 

Segundo a OMS, 50% das vacinas chegam ao destino final sem eficácia. Isso acontece porque a cadeia fria e seu controle de temperatura costuma ter falhar no meio do caminho na logística hospitalar.

Assim como medicamentos termolábeis, as vacinas precisam ter monitoramento total de temperatura e umidade desde o momento em que é produzida, o que requer caminhões com câmaras adequadas, equipamentos devidamente calibrados, prioridades de embarque, rotas inteligentes que evitem exposição a calor desnecessário e por aí vai. 

 

Como a tecnologia pode ajudar no armazenamento e transporte de vacinas?

Na logística farmacêutica , a tecnologia é a maior aliada que existe. Afinal, é com ela que podemos garantir com ainda mais segurança que todos os medicamentos, materiais e equipamentos estão estocados corretamente e existem em quantidade suficiente. São softwares e câmaras especiais que garantem que o medicamento esteja lá com qualidade para o paciente, e com as vacinas não é diferente. 

Se pensarmos no trabalho de uma transportadora de medicamentos como a RV Ímola, o investimento em tecnologia é constante e ajuda muito em três aspectos em especial:

 

Controle de qualidade

Investir em um sistema de cadeia fria significa ter todas as condições e equipamentos para controlar e monitorar temperatura e umidade no armazenamento e transporte de vacinas. Na RV Ímola, usamos o CLIF, por exemplo. Um software robusto e completo criado por nós que oferece solução completa em Supply Chain  que faz toda a gestão logística e ainda se conecta com o sistema do cliente, permitindo rastrear e saber exatamente por onde a carga passou e, assim, assegurar a qualidade o máximo possível. 

 

Segurança no transporte

Com um sistema assim, a RV Ímola não só garante um rastreamento confiável como pode montar rotas inteligentes e fazer um gerenciamento de risco mais assertivo, evitando roubo de cargas, atrasos no prazo ou perdas de qualquer forma. Seja aéreo ou rodoviário, o transporte de medicamentos é feito com a confiança de que chegará até o paciente no tempo certo.

 

Praticidade nas etapas do processo

Além dessas práticas facilitarem a logística hospitalar, a RV Ímola investe em formas de agilizar e otimizar ainda mais o dia a dia dos clientes. O Logimat é um exemplo perfeito disso, afinal, é um depósito vertical que facilita o controle de estoque e picking, gerando economia de espaço e trazendo ergonomia. Como? Seu uso incentiva uma redução de até 90% da área necessária para armazenamento e de mais de 70% nos trajetos percorridos.

Com parceiros experientes como a RV Ímola, a cadeia de armazenamento e transporte de vacinas tem um potencial incrível de crescimento. Afinal, a experiência e o conhecimento que adquirimos ao longo de mais de 20 anos de empresa conseguem suprir exatamente as necessidades desse tipo de produto, assegurando que não só as pessoas sejam vacinadas, mas sejam imunizadas efetivamente com a qualidade intacta.

Por Guilherme Cunha 

Voltar