Game of auditors - RV ÍMOLA

Minuto com a Qualidade

Game of auditors

RV Ímola 03/03/2023
173 Comentários

Para quem nunca assistiu o Game of Thrones, pode ser nebuloso sobre o que a série trata. O jogo dos tronos como é chamado em português nos apresenta uma batalha pelo poder de sucessão de uma coroa real, a fim de coroar o rei dos sete reinos mundanos.

E o que isso tem haver com auditoria? Nada, mas uma das frases utilizadas na série nos diz que “Cada ferida é uma lição, e cada lição nos torna melhores”.

Dentro desta frase conseguimos aprender que as feridas são comuns, e que cada uma delas traz junto uma lição valiosa a ser aprendida para uma oportunidade de melhoria. E é assim, que as auditorias funcionam, elas servem para resguardar o patrimônio, contra danos ou riscos provocados por erros e irregularidades.

Dentro das auditorias quando é identificada uma falha nos processos da empresa, é normal que sejam apontadas não conformidades pelos auditores. Porém, elas não devem ser interpretadas como feridas no escopo da empresa ou ataques contra os processos.

As não conformidades de auditoria devem ser interpretadas como lições e oportunidades de melhoria dos processos internos da empresa, como chances de avançar e melhorar a rotina de trabalhos diários.

Sendo assim, quando uma não conformidade é aberta é incumbido a equipe de qualidade em conjunto com os setores auditados, avaliar a causa raiz da não conformidade apontada e apresentar planos de ação que possam mitigar ou prevenir no futuro eventuais apontamentos persistentes.

Desta forma, assim como no jogo dos tronos que precisamos lidar com falhas que podem acarretar a perca de uma guerra, nas auditorias temos que lidar com as falhas que podem influenciar e proporcionar a perca do produto ou danos aos processos e aos colaboradores.

Por: Izabella Sousa – Assistente de Qualidade

 

Voltar