Gestão hospitalar: Como ela pode transformar a qualidade do serviço? - RV ÍMOLA

Blog

Gestão hospitalar: Como ela pode transformar a qualidade do serviço?

RV Ímola 06/04/2023
262 Comentários

Minha experiência de longa data com o gerenciamento hospitalar não me deixa mentir: a gestão hospitalar é determinante para que uma instituição de saúde consiga atingir seu pleno potencial. Sabe qual é uma prova disso? O fato de vermos cada vez mais profissionais de saúde também se tornando administradores no campo da saúde, procurando manter um controle mais eficiente e qualificado de seus próprios atendimentos.

No post de hoje, preparei um conteúdo para entendermos o bê-á-bá da gestão hospitalar. Ficar por dentro de um pilar que é capaz de melhorar o bem-estar social dos pacientes e de todos os profissionais envolvidos é, no mínimo, de extrema importância.

Indo direto ao ponto, o que é de fato a gestão hospitalar?

logistica-e-gestao-hospitalar-importancia-para-seu-negocio

O que é gestão hospitalar?

A área de gestão envolve administrar, “cuidar” dos serviços que um determinado negócio oferece. Partindo desse princípio, a gestão hospitalar é o trabalho de manter organizados processos, finanças, materiais, pessoas e equipamentos dentro de um ambiente do setor de saúde.

Em outras palavras, é a rotina de planejar e controlar custos nesse ambiente, de coordenar os procedimentos e diagnósticos hospitalares, mantendo o bom funcionamento dessa instituição de saúde, que pode ser um hospital, um laboratório, uma clínica de saúde, uma casa de repouso.

 

Como uma boa gestão hospitalar transforma o serviço?

 

Essas instituições de saúde são formadas por vários setores, que precisam ser administrados em conjunto, de forma harmônica. É por meio dessa gestão cuidadosa que os processos são potencializados e que os resultados positivos acontecem em forma de retorno social e financeiro.

 

Uma gestão hospitalar de qualidade é capaz de beneficiar o ambiente hospitalar em muitos aspectos, mas vou destacar alguns dos principais:

 

  • Possibilita um controle mais competente: uma instituição de saúde que conta com uma coordenação minuciosa dos seus setores costuma ser bem reconhecida e receber mais credibilidade. O resultado? Pacientes e clientes mais seguros e satisfeitos;

 

  • Aperfeiçoa os canais de comunicação: uma administração meticulosa acaba beneficiando os canais de comunicação interna e externa do local, afinal, os processos precisam ser mantidos de forma mais coordenada, e a etapa de melhorar a troca de informações é fundamental para deixar os procedimentos da instituição mais sofisticados;

 

  • Promove serviços de qualidade: quando o ambiente interno da instituição fica mais organizado, os profissionais passam a realizar seus processos com maior segurança, e o controle de recursos se concentra em fornecer materiais de melhor qualidade para que os resultados do trabalho hospitalar sejam cada vez melhores.

 

4 etapas para uma ter uma gestão hospitalar transformadora

 

Certo, agora que entendemos o conceito que existe por trás do termo “gestão hospitalar” e como ela impacta as instituições de saúde, eu não poderia deixar de trazer algumas dicas para ter uma gestão hospitalar de sucesso:

 

  1. Planejamento estratégico com foco em melhoria contínua

Para fornecer um atendimento de qualidade, é fundamental fazer planos que se concentram em um aperfeiçoamento contínuo. Para isso, não direcione seu foco apenas ao gerenciamento de recursos e de profissionais, mas no funcionamento da instituição como um todo, cuidando da comunicação, dos processos e dos recursos como pontos que estão em constante evolução.

 

  1. Capacitação sempre

Não se esqueça de capacitar os profissionais da equipe. Uma equipe competente que cresce e aprende em conjunto é determinante para que a instituição de saúde evolua e se transforme no mercado.

 

  1. Atendimento personalizado

Um bom gestor hospitalar entende as necessidades de cada paciente e de cada setor da sua administração, aprendendo a elaborar planos de controle em conformidade com as diferenças e semelhanças que observa.

 

  1. Gestão financeira em dia

Uma gestão hospitalar transformadora precisa de uma boa distribuição de recursos, investimentos em áreas de necessidade, além de aquisição de materiais e equipamentos de qualidade. Para isso, o controle adequado das finanças é imprescindível.

 

Quando o assunto é uma gestão hospitalar impecável, a RV Ímola se destaca por entender as necessidades individuais de cada cliente e ter cuidado máximo ao desenvolver soluções munidas de inteligência e inovação, contando com profissionais altamente especializados e infraestrutura com tecnologia de ponta sem perder sua tradição no mercado.

 

Para conhecer melhor nossas soluções, entre em contato com nossa equipe por nossos canais de comunicação. Ah, e não deixe de continuar conferindo nossas páginas e nosso blog para saber das novidades no mundo da gestão hospitalar.

 

 

 

Por: Patrícia Lazzarini

Voltar