Indicadores de desempenho para hospitais: o que são e como construí-los? - RV ÍMOLA

Blog

Indicadores de desempenho para hospitais: o que são e como construí-los?

RV Ímola 18/01/2022
286 Comentários

Avaliar o funcionamento de um hospital é essencial para se ter uma ideia de como está o desempenho do mesmo em relação à qualidade dos serviços prestados, satisfação dos pacientes e também para se ter uma visão geral sobre os gastos com materiais hospitalares.

 

O que são indicadores de desempenho

 

Os indicadores de desempenho são dados estatísticos extraídos das operações logísticas hospitalares que são utilizados para medir a efetividade, a eficiência e a segurança dos processos realizados nas instituições. Essa ferramenta faz análise da produtividade de um hospital e detecta pontos que devem ser melhorados em tempo real, permitindo que seja criado um plano de ação de forma rápida e precisa.

 

Alguns tipos de indicadores de desempenho:

 

Taxa de ocupação e espera: a taxa de ocupação é para avaliar número de pacientes atendidos, vs. número de leitos disponíveis e indica a necessidade de mais espaço para atendimento. Já a taxa de espera é para se ter uma noção do tempo de aguardo para uma pessoa ser atendida ou realizar um exame. 

 

Taxa média de preços: expõe o preço médio que se é cobrado por tratamento oferecido pelo hospital. A partir dessa taxa, pode-se ter uma ideia da eficiência do hospital em relação ao financeiro.

 

Tempo médio de processamento: analisa o tempo médio do repasse de valores por parte dos planos de saúde, se ele for baixo, indica que o hospital recebe de forma rápida e também cobra um valor baixo pelos seus serviços ao paciente. 

 

Satisfação do paciente: essa avaliação é feita por questionários físicos ou digitais oferecidos aos pacientes para saber sobre a satisfação em relação ao atendimento, assistência e estrutura do hospital,sem dúvidas, é um dos indicadores mais importantes.

 

Esses são apenas alguns exemplos de indicadores de desempenho que podem ser trabalhados na avaliação de um hospital e, a partir do resultado de cada ponto analisado, os responsáveis pela gestão da logística hospitalar  poderão , com estratégias e novas ações, promover melhorias internas e que refletirão no produto final. 

 

Portanto, concluímos que é fundamental para o excelente funcionamento da cadeia de suprimentos hospitalar, que se faça, periodicamente, análises dos indicadores de desempenho sempre com a principal finalidade de servir o melhor aos pacientes. 

 

Por: Patrícia Lazzarini

Voltar