Investimento em sustentabilidade no setor de transporte e logística é o foco para os próximos anos. - RV ÍMOLA

Blog

Investimento em sustentabilidade no setor de transporte e logística é o foco para os próximos anos.

RV Ímola 22/06/2023
271 Comentários

Em 2020, a logística já representava 12,6% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, segundo a Abol Brasil.
Em comparação, 33% da energia no Brasil já era consumida pelo setor, ou seja, além de ser expressivo para a economia, ele é responsável por toneladas da emissão de CO2, principal gás do efeito estufa (GEE), sem contar todo o uso de combustível, falta de reciclagem e desperdícios. 

 

Por isso, quando falamos de sustentabilidade hoje em dia, não adianta apenas fazermos campanha para as pessoas separarem o lixo, apagarem mais as luzes ou tomarem banhos mais curtos.

O real diferencial para mudar a escassez de recursos no futuro é incentivar grandes empresas a rever processos e ter uma posição mais ativa, porque eles, sim, têm o verdadeiro potencial de mudança em larga escala. 

 

Mais do que evitar gases poluentes e descartes inadequados, no entanto, a sustentabilidade também abrange geração de empregos, distribuição de renda e consequente aumento de qualidade de vida para todos, afinal as alterações ambientais e sociais farão toda a diferença nessa cadeia.

 

Como aplicar a logística sustentável no transporte de medicamentos?

Pode-se dizer que a logística hospitalar pode ser dividida em três áreas de foco: estoque, transporte e armazenagem de mercadorias. Cada uma tem um guia de boas práticas que envolve a implantação de centros de distribuição de carga perto da fábrica, equipamentos de controle de emissão nos veículos, otimização da ocupação e rota dos caminhões, manutenção preventiva, redução de peso, renovação de frotas, entre outros. Veja algumas dicas de como fazer isso:

 

Logística reversa

Com uma logística reversa, é possível adotar procedimentos para viabilizar a coleta de resíduos sólidos. Assim, consegue reaproveitá-los ou descartá-los de maneira adequada sem ter grandes impactos na natureza. Ações como informativo para clientes, rotas de recolhimento durante as entregas e parcerias com ONGs e cooperativas são a forma perfeita de começar.

 

Operação otimizada

Sempre se pergunte “Essa tarefa pode ser automatizada?”. Se a resposta for sim, significa que há uma forma de agilizar e otimizar o processo. Ao lidar com produtos sensíveis como medicamentos, o cuidado com uma cadeia sustentável garante a eficácia do fármaco, redução de custos e maneiras sustentáveis de cuidar do meio ambiente. 

Na RV Ímola, por exemplo, nossos veículos têm manutenção regular, todos os motoristas e profissionais têm treinamentos frequentes e nosso sistema cria rotas inteligentes que evitam roubos de carga e diminuem o tempo de entrega. Com rotas menores, pode-se deduzir que até mesmo a emissão de poluentes é reduzida. 

Com uma armazenagem vertical, também ganhamos espaço. Por aqui, usamos o Logimat, que proporciona redução de 90% da área necessária para armazenamento de medicamentos e mais de 70% da área nos trajetos percorridos, auxiliando nas atividades de pickings e controle de estoque e eliminando erros.

 

Carga lotação

Menos é mais, certo? Ao adotar uma carga de lotação, uma transportadora consegue usar um único veículo para alocar todos os produtos de determinada região, aproveitando ao máximo todo o espaço do transporte e evitando viagens extras.

 

Redução de embalagens

Ao utilizar embalagens que podem ser reutilizadas ou recicladas, a empresa evita o uso excessivo de materiais que podem ser difíceis de se decompor. Por meio de um sistema de reaproveitamento ou incentivo de descontos, os clientes podem entregar embalagens usadas para ONGs ou cooperativas e ajudar a criar uma cadeia mais sustentável. 

O mundo todo está preocupado. Ter uma visão sustentável e procurar parceiros que o ajudem nisso permite que sua empresa esteja alinhada com as expectativas do mercado, mas também garante que ajude o planeta a se manter saudável e assegura que pessoas, flora e fauna possam viver em equilíbrio por muito mais tempo. 

“Viver em sustentabilidade é usufruir o que se tem hoje sem prejudicar as gerações futuras. 

Seja sustentável!”
Andrea Taiyoo.

Por Maria Tenório.

Voltar