O controle dos produtos diminui os custos nas farmácias hospitalares - RV ÍMOLA

Blog

O controle dos produtos diminui os custos nas farmácias hospitalares

RV Ímola 17/03/2022
273 Comentários

Em uma farmácia hospitalar ocorre a administração de  para uso dos médicos e enfermeiros, além da dispensação de medicamentos para os pacientes e essa área precisa de máxima atenção para ter um funcionamento pleno e evitar prejuízos. 

 

O controle dos produtos diminui os custos nas farmácias hospitalaresPara que todos os processos performem de maneira correta é preciso visão estratégica na hora de realizar a gestão da cadeia de suprimentos hospitalar e por isso, empresas operadoras logísticas são contratadas pelo sistema hospitalar. 

 

Tecnologia CLIF para o controle de produtos

 

Aqui na RV Ímola, por exemplo, desenvolvemos nosso próprio sistema de gestão das farmácias, o CLIF (Central Logística de Inteligência Farmacêutica ), que opera com exatidão e permite controle 360º sobre a parte fiscal e contábil, ou seja, nenhum produto é armazenado ou expedido sem passar pelas etapas necessárias. 

 

Essa tecnologia funciona em um sistema do tipo WMS, que foi projetado para utilização em navegador de internet e aparelhos Android, e faz toda a gestão logística como por exemplo: controle de estoque incluindo recebimento, conferência, separação seguindo a metodologia do FEFO, armazenagem e dispensação de todos os medicamentos, incluindo os termolábeis e aqueles sujeitos ao controle especial da ANVISA( Portaria 344), entre outros. 

 

Através do registro de cada medicamento, em uma espécie de identificação como um RG, é possível rastrear todo o percurso desde a sua entrada no hospital até a distribuição nos setores e na dispensação ao consumidor final. 

 

Abaixo, veja mais alguns benefícios do CLIF:

  • Reduzir a inserção de produtos de forma desnecessária, o que viabiliza espaço e operação para novos produtos / clientes;
  • Manter a rastreabilidade dos produtos armazenados;
  • Sinergia operacional,
  • Sinergia com clientes;
  • Eliminação de perdas por validade.

Além disso, o sistema está de acordo com todas as exigências da ANVISA com comprovação documental de que ele cumpre adequadamente com as funções que oferece, ou seja, é totalmente seguro e eficiente. 

 

Diante do exposto, é notório que quando se tem organização aliada à tecnologia como o sistema CLIF, por exemplo, pode haver um ganho na produtividade e o aperfeiçoamento do controle de produtos, nesse caso, em farmácias hospitalares, evitando gastos desnecessários e permitindo maior noção de toda a movimentação de entradas e saídas de medicamentos na rotina de um hospital. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Texto por: Patrícia Lazzarini

 

Voltar