Entenda o que é e como o Business Intelligence pode ajudar empresas da área de saúde - RV ÍMOLA

Blog

Entenda o que é e como o Business Intelligence pode ajudar empresas da área de saúde

RV Ímola 14/07/2022
0 Comentários

Para se manter competitivo, um negócio precisa lidar com dados de forma estratégica. 

 

Com o mercado atual em constante movimento, empresas precisam ter tempo de resposta cada vez menores e otimizar processos que acompanhem as mudanças, permitindo que melhorem suas estratégias comerciais para se destacar da concorrência.

Dessa forma, o Business Intelligence (BI), ou Inteligência Empresarial, surgiu exatamente para apoiar gestores e profissionais na tomada de decisão de seus negócios.

Na essência, o BI é um conjunto de processos sustentado pela tecnologia que nos permite analisar dados e entender o panorama de uma empresa.

 

Quando falamos da área da saúde, transporte e armazenamento hospitalar, o Business Intelligence pode ser de grande utilidade, já que é um setor que exige precisão e cautela, especialmente por causa da preservação da qualidade dos fármacos manipulados. 

Quais são os benefícios do Business Intelligence?

No passado, gestores precisavam fazer a coleta de dados e informações da empresa de maneira manual, o que criava muitas falhas, atrasava processos e dificultava o aproveitamento de oportunidades de negócio, de maneira que o Business Intelligence permite uma economia de tempo, entre outros ganhos, para a gestão comercial ser mais eficiente

 

  • Apuração de custos operacionais reais

Com um sistema automatizado, é possível ter agilidade ao conseguir dados do negócio e entender o que está funcionando ou não. Ao obter informações em tempo real e históricos, é possível notar padrões e reduzir custos a partir disso. 

 

Na RV Ímola, por exemplo, investimos em algumas melhorias que nos ajudaram na redução de custos. Temos uma esteira que separa os produtos de acordo com o local de entrega, o que otimiza a seleção no transporte hospitalar

 

Além disso, nosso armazém vertical Logimart reduz o espaço utilizado pelo armazenamento dos medicamentos em 90% e ajuda na integração de outros processos, promovendo redução nos trajetos percorridos. 

 

  • Otimização da logística

Quem trabalha com transporte hospitalar, sabe bem que qualquer alteração na rota pode fazer muita diferença no produto final. Com o BI, é possível ter sistemas de gerenciamento ao seu dispor que vão facilitar a identificação de falhas no processo como um todo. 

 

Dessa forma, ao compreender o problema, é possível elaborar um plano de ação, eliminar gargalos e conseguir melhores resultados que impactem até mesmo na saúde financeira da empresa ao longo prazo. 

 

  • Melhoria na tomada de decisão

Como mencionado, o acesso a dados mais rápidos do Business Intelligence permite que gestores possam ter informações mais precisas e próximas da realidade para analisar com maior facilidade o que podem fazer para manter o nível do serviço e a lucratividade adequada. Assim, a empresa ganha estratégia e se torna mais competitiva no mercado.

 

Por estes e outros motivos, é essencial que uma empresa da área de saúde invista em tecnologias que possam ajudá-la a coletar, analisar e visualizar dados para, assim, colocar tudo que aprende a partir deles em ação.

 

Na RV Ímola, por exemplo, dispomos um sistema próprio de gestão de estoque e distribuição de medicamentos, assim como controle em farmácias intra-hospitalares, chamado CLIF que, interconectado com outras tecnologias, nos auxilia a deixar nosso serviço cada vez melhor e garante a eficácia dos produtos que transportamos.

Por: Max Trevisan

Não só isso como o CLIF nos permite integrar com outros sistemas de clientes e criar relatórios gerenciais, o que mostra, mais uma vez, como a Inteligência Empresarial pode ser útil para todo o processo. 

 

As possibilidades são imensas e acreditamos que, com uma cultura movida por dados, um negócio pode ter uma gestão mais inteligente e garantir estratégias comerciais que farão toda a diferença para o crescimento da empresa.

 

 

Os comentários estão fechados.

Voltar