Transporte de medicamentos: como funciona? - RV ÍMOLA

Blog

Transporte de medicamentos: como funciona?

RV Ímola 07/04/2020
160 Comentários

Transporte de medicamentos influencia diretamente no tratamento de doenças e no equilíbrio financeiro das instituições de saúde.

Antes de chegarem às farmácias hospitalares, os remédios passam por uma série de processos que devem seguir as melhores práticas voltadas ao transporte de medicamentos e a logística hospitalar. Afinal, existem diversos cuidados que devem ser rigorosamente cumpridos no transporte refrigerado para que os medicamentos não percam suas propriedades terapêuticas por falhas no controle de temperatura ou problemas no armazenamento de insumos hospitalares.

transporte-de-medicamentos-como-funcionaA principal regra é seguir as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, instituição responsável pelo manual “Boas práticas no transporte de medicamentos”. É a Anvisa que vai checar se as empresas de logística estão aptas para fazer o transporte de medicamentos, sempre levando em conta as condições sanitárias, manutenção de limpeza, proteção das aberturas contra entrada de insetos, roedores, aves e demais insetos. É obrigatório a presença de um farmacêutico durante a movimentação, manuseio e transporte em veículos refrigerados para garantir a qualidade e a segurança das cargas.

Outra recomendação essencial para as empresas de logística hospitalar é o investimento constante em veículos apropriados, com infraestrutura adequada para transportar remédios e vacinas com controle de temperatura. Para isso, os veículos devem contar com um rigoroso sistema de cadeia fria e equipamentos como baús climatizados, geladeiras, caixas térmicas etc.

Para evitar perdas de medicamentos e outros problemas, é essencial que o transporte de medicamentos controlados seja feito de forma planejada e estratégica. Ou seja, os operadores logísticos precisam pensar na escolha da melhor rota, evitando trajetos perigosos, com trânsito intenso ou outros aspectos prejudiciais à eficiência do trabalho. Na logística de medicamentos, o ideal é sempre buscar preservar as cargas de condições adversas para que elas cheguem em ótimas condições ao consumidor final, sem gerar prejuízos ao ramo da saúde.

Conferir detalhadamente todos os produtos e seus documentos para checar sua procedência, seu destino e normas de conservação são outros processos que fazem parte da rotina de quem trabalha com transporte refrigerado.

A RV Ímola atua no ramo da logística hospitalar há muitos anos e já foi premiada diversas vezes por sua excelência em: Gestão Logística, Cold Chain, transporte refrigerado para medicamentos e muito mais. A empresa tem diversos clientes pelo país e sempre zela pela qualidade dos seus serviços.

Clique aqui e siga nossa página no LinkedIn.

Para mais notícias sobre transporte de medicamentos, acesse aqui.

Voltar